quinta-feira, 12 de agosto de 2010

REFLEXÕES PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO.

Há tempos venho pensando sobre a formação continuada, sua necessidade e metodologia empregada em alguns cursos. Estou pensando em fazer meu trabalho de conclusão de curso sobre a formação continuada, para o uso das novas tecnologias (TIC) na educação. É importante que os professores não se limitem ao mero manuseio dos equipamentos, estes terão que saber as habilidades do século XXI, para então, preparar crianças e jovens para a realidade social deste século.
Saber usar as novas tecnologias tornou-se útil e necessário para ingressar no mercado de trabalho, que procura profissionais criativos, com iniciativa, fluência tecnológica e capaz de interagir com várias áreas do conhecimento, bem como estar aberto ao novo, ter disposição para estar sempre aprendendo e responsabilidade social. Preparar jovens com este perfil, é o desafio da educação.
Em As múltiplas formas de aprender, Moran fala da convergência e integração dos equipamentos, e como estes, modificam profundamente a vida cotidiana das pessoas, que já realizam muitas tarefas sem sair de casa. Essa mesma tecnologia provoca mudanças na educação que passa a exigir professores com um novo perfil. “O novo profissional da educação integrará melhor as tecnologias com a afetividade, o humanismo e a ética. Será um profissional menos falante, menos informador e mais gestor de atividades de pesquisa, experimentação e projetos.” Dentre as novas competências deste profissional deverá estar a habilidade de fazer com que crianças e jovens usem a tecnologia com criticidade, sem se encantar apenas com os múltiplos atrativos dos áudios visuais ou pelas possibilidades de interação emocional. Mas que cresçam na organização do conhecimento e contextualização da informação, mantendo o equilíbrio entre o contato físico e o virtual. O professor Moran é um estudioso do assunto, ele disponibiliza suas idéias neste endereço.
Os computadores e a internet estão presentes em todos os setores da sociedade, fazendo-se cada vez mais presentes na educação. Porém a maioria das escolas e dos professores ainda está aprendendo sobre como utiliza-las adequadamente, como fazer das tecnologias meios de aprender, como unir o tecnológico ao pedagógico. As incertezas vindas do desconhecido provocam reações diversas, para uns a tecnologia é a salvação para todos os problemas da educação, para outros é algo tenebroso. No texto Por quê o computador na educação? O professor José Armando Valente, escreve sobre as visões cética e otimista do uso pedagógico deste recurso. A escola deve dispor de todos os recursos existentes na sociedade, pois cada cidadão deve saber usar os recursos de seu tempo. O não uso, pode causar atraso na aprendizagem de alunos que precisam estar preparados para as exigências de uma sociedade globalizada, na qual “as mudanças do sistema de produção e dos serviços, as mudanças tecnológicas e sociais exigem um sujeito que saiba pensar, que seja crítico e que seja capaz de se adaptar às mudanças da sociedade”. A formação destes cidadãos passa pelas mãos de professores envolvidos com a aprendizagem profunda do aluno, um colaborador e orientador na construção do conhecimento.

2 comentários:

MARIA disse...

Oi, Isanete
Muito pertinente sua reflexão. Não tem jeito mesmo. Nossas escolas precisam estar adaptadas às novas exigências do século XXI. Concordo com você. "A escola deve dispor de todos os recursos existentes na sociedade.O não uso dos recursos do seu tempo pode causar atraso na aprendizagem dos alunos"
Cida

Romulo disse...

Olá, querida Isanete!

Vim fazer uma visita ao seu blog e fiquei feliz em saber que você já vem escrevendo sobre tecnologias em educação há algum tempo, essa experiência de fazer sua voz ser ouvida mais longe é muito rica para momentos como esse em que você precisa refletir a respeito de suas ideias e conceitos para a elaboração do TCC.

Parabéns por sua dedicação, sua responsabilidade e serenidade. Continue compartilhando seus pensamentos, aproveite para propor questionamentos aos visitantes, convide seus colegas, não necessariamente os do curso de Tecnologias em Educação, mas todos que estiverem comprometidos com a aprendizagem profunda do aluno.

Grande abraço!
Romulo