domingo, 31 de julho de 2011

Pedagogia de projetos


A palavra projeto vem do latim projicere e significa lançar para diante, pensar o futuro, imaginar algo que ainda não aconteceu.  Projeto não é simplesmente imaginar um futuro possível, é construir um futuro, é concretizar o amanhã, é transformar em ação uma idéia. É próprio do ser humano projetar, pensar em objetos de desejos, em algo que queira tornar realidade.

A idéia de projeto está presente na maioria das atividades humanas, veja como o termo projeto é usado em diversas circunstâncias. Poderia ser definido como: Um sonho “comprar uma casa, um carro”; uma filosofia “meu projeto para uma educação de qualidade é muito diferente”; um produto ou serviço “o projeto de construção de casas populares”; uma proposta “um projeto de lei”; um desenho “o projeto de um carro”. Em todas as propostas projeto é um conjunto de ações para resolver um problema real, temporário e finito ou a criação de um novo produto.

Na educação o tema projeto também é muito presente, porém quais projetos são discutidos e implantados? O projeto político pedagógico?  Projeto da sala de leitura? Projeto de educação ambiental? Projeto sobre o uso das tecnologias? Há tantos projetos propostos ou (impostos) aos professores sem que estes tenham tempo para repensar sua prática pedagógica integrando as tecnologias aos conteúdos curriculares de maneira a oferecer aos alunos novas formas de construir conhecimento. O trabalho por projetos demanda mudanças nas concepções de ensino e aprendizagem e, portanto na postura do professor que precisa estar aberto ao novo, ao desconhecido, ao não determinado. Pois, o trabalho por projetos requer flexibilidade para reformular as metas e traçar novas ações, à medida que as ações planejadas não atendam os objetivos propostos.

O projeto é um trabalho que pode ser de autoria individual, em grupo ou coletiva, que deve ser executado pelo autor. Pois, não há como ter projeto pelos os outros. Em seu projeto de sala de aula o professor tem o objetivo de orientar a construção do conhecimento pelos alunos, para isso projeta ações que propiciam aos alunos desenvolverem seus próprios projetos de aprendizagem. Na pedagogia de projetos, os alunos aprendem fazendo, levantando dúvidas, pesquisando, e ao professor cabe a tarefa de fazer a contextualização e a mediação pedagógica para que os alunos encontrem sentido naquilo que estão aprendendo.

 No entanto para fazer a mediação pedagógica o professor precisa conhecer o processo de aprendizagem do aluno, sua realidade social, seu universo cognitivo e afetivo, sua cultura, história e contexto de vida. Bem como ter objetividade e clareza em suas intenções para saber intervir no processo de construção do conhecimento do aluno. Nas palavras de Freire ser um professor pesquisador e reflexivo, capas de agir, refletir sobre o impacto de suas ações e agir novamente repensando a prática. Saiba mais sobre pedagogia de projetos aqui. 

Um comentário:

Tânia Míriam disse...

http://storytellerthanya.blogspot.com/
Venha visitar o meu novo Blog
Abraços